Justiça nega prisão de motorista de porsche que matou condutor de app

Segundo a polícia, o empresário estava tranquilo e não demonstrou arrependimento em seu depoimento.
Por: Brado Jornal 02.abr.2024 às 11h16
Justiça nega prisão de motorista de porsche que matou condutor de app
Reprodução

A Polícia Civil informou que a Justiça negou o pedido de prisão temporária contra o empresário Fernando Sastre de Andrade Filho, de 24 anos, acusado de dirigir seu Porsche em alta velocidade, bater na traseira de outro veículo e causar a morte do motorista Ornaldo da Silva Viana, de 52 anos, na madrugada de domingo (31/3).

Acompanhado de um advogado, Fernando se apresentou à polícia nesta segunda-feira (2), mais de 36 horas após o acidente. Segundo a polícia, o empresário estava tranquilo e não demonstrou arrependimento em seu depoimento.

O passageiro que estava no Porsche, um amigo de Fernando Filho, também será ouvido no inquérito. Por causa do acidente, ele ainda está hospitalizado e não teve condições de depor.

O delegado Nelson Vinicius Alves, assistente do 30° Distrito Policial (Tatuapé), indiciou o empresário por homicídio com dolo eventual, lesão corporal e fuga de local de acidente.

Além disso, a polícia investiga se Fernando ingeriu bebida alcoólica antes do acidente. Para isso, vai rastrear a comanda de consumo do empresário na casa noturna onde ele esteve.

No depoimento à polícia, o empresário afirmou que estaria “passeando” com um amigo, negou que tenha bebido e confirmou que era o motorista do Porsche, avaliado em mais de R$ 1 milhão, envolvido na colisão.


Como foi o acidente

As imagens de uma câmera de monitoramento obtidas pela Polícia Civil mostram a violência com que o Porsche conduzido pelo empresário Fernando Sastre de Andrade Filho, de 24 anos, atinge um Renault Sandero na madrugada de domingo (31/3).

Segundo as imagens (assista abaixo), o veículo de luxo do empresário, avaliado em mais de R$ 1 milhão, estava em altíssima velocidade quando bateu contra a traseira do carro de aplicativo de Ornaldo da Silva Viana, 52 anos. O Porsche arrasta por alguns metros o automóvel da vítima, que estava trabalhando. A luz de alguns postes chega a apagar, tamanha a violência da batida.

O vídeo reforça o que testemunhas disseram à polícia. Segundo os relatos, Fernando seguia em alta velocidade pela Avenida Salim Farah Maluf. Eram cerca de 2h20 quando o empresário fez uma ultrapassagem, em alta velocidade, e colidiu seu Porsche, modelo 2023, contra a traseira do Renault Sandero.

Por causa da alta velocidade, a frente do carro de luxo ficou completamente destruída, da mesma forma que a traseira do veículo da vítima.

Ornaldo foi levado para o Hospital Municipal do Tatuapé, onde chegou com quadro de parada cardiorrespiratória. A equipe médica tentou reanimá-lo, sem sucesso. Ele morreu por causa de “traumatismos múltiplos”. Ornaldo era casado e deixa três filhos.



📲 Baixe agora o aplicativo oficial da BRADO
e receba os principais destaques do dia em primeira mão
O que estão dizendo

Deixe sua opinião!

Assine agora e comente nesta matéria com benefícos exclusivos.

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar nesta matéria!

Carregar mais
Carregando...

Carregando...

Veja Também
Delegados processam Eduardo Bolsonaro por chamar PF de “cachorrinhos do Moraes”
Sindicato pede indenização por danos morais em R$ 56 mil
Carregando..