Bolsonaro faz parada não programada na Paraíba e é recebido por multidão, assista

Por: Brado Jornal 06.mai.2022 às 06h41
Bolsonaro faz parada não programada na Paraíba e é recebido por multidão, assista

O clamor e comoção causados pelo presidente Bolsonaro em todo Brasil é algo invejável. Até no nordeste, que antes era reduto da esquerda, tem recepcionado muito bem. 

O presidente visitou a Paraíba, nesta quinta-feira (5), para participar da solenidade de entrega de parte da obra Vertente Litorânea, em Itatuba, e inauguração de uma Unidade Básica de Saúde (UBS), em Gurinhém, ambos municípios localizados no interior do estado.

As obras do lote 1 da Vertente Litorânea da Paraíba, entregues nesta quinta, foram executadas em parceria com o governo da Paraíba e receberão as águas do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco.

A primeira parte da obra de construção do Canal das Vertentes Litorâneas, também conhecido de Acauã-Araçagi e inaugurada nesta quinta, é parte do projeto de Integração do Rio São Francisco de deve levar água do Velho Chico para Brejo paraibano.

Com 130,63 quilômetros de extensão, a obra da Vertente Litorânea está orçada em R$ 1,418 bilhão e deve beneficiar 680 mil pessoas em 39 cidades paraibanas, com destaque para a mesorregião do Agreste. Os recursos são provenientes do governo federal (R$ 1,27 bilhão) e de contrapartida estadual.

O Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco tem 217 quilômetros de extensão, está em funcionamento desde 2017 e abastece 1,4 milhão de pessoas em 46 cidades de Pernambuco e da Paraíba.

"Entendemos que, pra vocês, isso realmente traz aquilo traz aquilo que se assemelha a uma liberdade. Ninguém precisa ficar dependendo de quem quer que seja para ter água na sua casa. Dessa forma também vamos deixando na história os carros-pipas que fizeram o seu trabalho, que fizeram o seu trabalho", declarou o presidente sobre as obras.

Em tom de campanha, Bolsonaro fez um discurso em que defendeu a gestão dele à frente da pandemia e criticou governadores que decretaram um isolamento social mais rígido para evitar a propagação da Covid-19.

"A política do fica em casa foi a pior possível, fez com que muita gente perdesse o emprego. O maior erro, quase crime cometido, foi obrigação de vocês ficarem em casa. Eu não fechei uma só casa de comércio no Brasil. Sempre disse que deveríamos combater o vírus e o desemprego. Quando governadores, como o daqui, obrigou as pessoas a ficarem em casa, tirou o ganha pão de praticamente de todos vocês", disse o presidente.

Ainda em discurso, Bolsonaro atribuiu o problema do aumento de preços - dos alimentos e outros produtos no país - à guerra na Ucrânia e disse que essa é uma questão global.

"Vivemos um problema sério ainda no tocante à economia após a pandemia, que se associa a uma guerra fora do Brasil. Sabemos que a população vem sofrendo com o aumento de preços. Mas não é um problema só do Brasil, é um problema de todos os países do mundo. E tenho certeza que brevemente voltaremos à normalidade", pontuou.

Siga o Brado Jornal no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão
O que estão dizendo

Deixe sua opinião!

Assine agora e comente nesta matéria com benefícos exclusivos.

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar nesta matéria!

Carregar mais
Carregando...

Carregando...

Veja Também
Bolsonaro confirma apoio a Datena para disputa ao Senado por SP
Em conversa com apoiadores, presidente defendeu nome do apresentador para a disputa e minimizou antigas críticas recebidas: ‘Não há perfeição’
“Roma está fazendo campanha para ACM Neto” afirma o vereador Tenóbio
Vereador também diz que não vai apoiar nenhum pré-candidato para governo baiano
Caso Milton Ribeiro: Delegado da PF que investiga crise no MEC será transferido
Delegado Bruno Calandrini deixará setor que investiga políticos com foro privilegiado; órgão afirma que solicitação partiu do próprio servidor
“Pretendo anunciar nos próximos dias o general Braga Netto como vice”, diz Bolsonaro
Presidente confirma nome de seu ex-ministro da Casa Civil e da Defesa para chapa que disputará eleições em outubro
Ministro Alexandre de Moraes diz que Brasil ‘sabe como manter sua democracia’
Ministro fez um alerta sobre movimentos antidemocráticos e afirmou que todas as autoridades precisam respeitar as instituições
Federação de petroleiros faz protesto e promete entrar com ação judicial contra Caio Paes de Andrade
Entidade sindical considera que aprovação do indicado pelo governo foi ilegal por falta de currículo no setor de petróleo
Carregando..