Relatora da CPMI diz que é “temerário” antecipar depoimento de Bolsonaro

Eliziane Gama (PSD-MA) disse que foco inicial do inquérito será a busca intelectual de financiadores e autores intelectuais da invasão de 8 de Janeiro
Por: Brado Jornal 25.mai.2023 às 14h32
Relatora da CPMI diz que é “temerário” antecipar depoimento de Bolsonaro
Reprodução/Twitter

A senadora Eliziane Gama (PSD-MA), relatora da CPMI do 8 de Janeiro no Congresso Nacional, indicou que não deve, num primeiro momento, propor a convocação do ex-presidente Jair Bolsonaro para falar à comissão. De acordo com a parlamentar, a sugestão poderia tirar o foco dos trabalhos.

“Se o ex-presidente será convocado ou não é um debate que poderá ocorrer ao longo do processo, acho que antecipar agora quem será convocado é temerário”, disse. “Estamos em uma primeira fase do processo e nessa fase da investigação a gente precisa demarcar o ponto fundamental que é a busca dos autores intelectuais e financiadores.”

Ela disse ainda que a obtenção de provas — e, principalmente, o que elas dirão — poderá indicar se Bolsonaro será ou não chamado para depor.

A próxima reunião da CPMI está marcada para quinta-feira (1º/6), às 9h. Além da discussão sobre os primeiros convidados a falar, a comissão deve definir se mantém apenas uma sessão por semana, como defende o presidente Arthur Maia (União-BA) e a base governista.



📲 Baixe agora o aplicativo oficial da BRADO
e receba os principais destaques do dia em primeira mão
O que estão dizendo

Deixe sua opinião!

Assine agora e comente nesta matéria com benefícos exclusivos.

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar nesta matéria!

Carregar mais
Carregando...

Carregando...

Veja Também
Moraes determina que hospitais informem se estão cumprindo decisão sobre aborto
A intimação aconteceu nesta quarta-feira (19)
Tribunal do Amapá decide pela cassação do mandato de deputada do PL
O motivo foi o suposto uso de verba de campanha eleitoral para procedimento de harmonização facial durante as eleições de 2022, quando Silvia Waiãpi foi eleita para uma vaga na Câmara dos Deputados
Toffoli anula provas da Odebrecht contra João Santana, ex-marqueteiro de Lula
O ministro do STF estendeu a João Santana e sua esposa, a empresária Mônica Moura, a anulação do uso das provas do acordo de leniência da Odebrecht
Lira adia PL do aborto para segundo semestre
Presidente da Casa Baixa disse que Câmara não é monocrática
Aliados de Janones mentiram ao negar rachadinha, diz PF
Polícia Federal aponta contradições em depoimentos de aliados de Janones que negaram existência de rachadinha: “Não falaram a verdade”
Carregando..