Política Exclusivo

João Roma não tem condição de liderança, diz Tati Mandelli

Segundo Tati, quem deveria representar a direita baiana é a médica Raissa Soares
Por: Rebeca Costa 23.mai.2024 às 08h36 - Atualizado: 23.mai.2024 às 08h39
João Roma não tem condição de liderança, diz Tati Mandelli
Reprodução

A empresária e comentarista do Brado Jornal, Tatiana Mandelli comentou nesta quarta-feira (22), sobre a situação do PL baiano, liderado pelo ex-ministro da cidadania João Roma.

Para a comunicadora, ‘o maior nome do PL’ e a liderança do partido deveria ser da médica e vice-presidente do PL Dra.

Raíssa Soares, mas, segundo Tati ela é ‘colocada de lado’.

“Acho que o maior nome do PL na Bahia chama-se Raissa Soares, porque ela teve muito mais votos e é uma pessoa colocada de lado pelo PL. Se o partido que não consegue se unir, como vai unir o Brasil?”, disse Tati.

Segundo a empresária, na Bahia é difícil para a direita se posicionar devido as agendas já impostas no estado e ‘infelizmente’ João Roma ‘não tem essa condição de liderança’.

“Aqui na Bahia é muito mais difícil porque lutamos contra fisiologismo, pobreza extrema, um comunismo já pré-instalado. Temos a necessidade de ter líderes mais aguerridos e acho uma pena essa posição tenha sido exercida pelo João Roma e infelizmente ele não tem essa condição de liderança para acomodar todas as abóboras na carroça e fazer o caminhão ir embora. Ele não tem aquela liderança para poder desenhar um plano para a Bahia”, lamenta.

Mandelli relembrou as eleições de 2022, quando Roma foi candidato a governador da Bahia, mas perdeu. No segundo turno, o ex-ministro da cidadania apoiou o candidato ACM Neto (UB) que disputava contra o atual governador Jerônimo Rodrigues (PT).

“Me parece que ele decide coisas de ocasião, parece que ele não senta e olha o mapa da Bahia e propõe uma estratégia, como na eleição de 2022 quando deixou para última hora, pro último momento. Não foram decisões pensadas. Esse é o grande problema que as decisões não estão centralizadas”, finalizou

Eleições 2022

Durante as eleições de 2022, a Dra. Raissa virou um fenômeno por onde ia. Ela havia se candidatado para o senado baiano, mas não conseguiu se eleger. No total, Raissa ganhou 1.057.085 votos, já o candidato ao governo estadual e atual presidente do PL Bahia, João Roma, havia recebido 738.311 votos.



📲 Baixe agora o aplicativo oficial da BRADO
e receba os principais destaques do dia em primeira mão
O que estão dizendo

Deixe sua opinião!

Assine agora e comente nesta matéria com benefícos exclusivos.

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar nesta matéria!

Carregar mais
Carregando...

Carregando...

Veja Também
Governo Lula lança site para detectar e combater ‘discurso de ódio’ na web
Portal Ódio ou Opinião foi divulgado nesta terça-feira (18)
Senado aprova reformulação do ensino médio
Uma das principais mudanças do PL é o aumento da carga horária da FGB, que passa de 1.800 horas para 2.400 horas
Toffoli anula provas da Odebrecht contra João Santana, ex-marqueteiro de Lula
O ministro do STF estendeu a João Santana e sua esposa, a empresária Mônica Moura, a anulação do uso das provas do acordo de leniência da Odebrecht
Lira adia PL do aborto para segundo semestre
Presidente da Casa Baixa disse que Câmara não é monocrática
‘Jerônimo, até quando o senhor vai fechar os olhos?’, questiona ACM Neto após a Bahia aparecer no topo da violência em pesquisa
A declaração ocorreu após a divulgação do Mapa da Violência de 2024 pelo Atlas
Carregando..