Tribunal do Amapá decide pela cassação do mandato de deputada do PL

O motivo foi o suposto uso de verba de campanha eleitoral para procedimento de harmonização facial durante as eleições de 2022, quando Silvia Waiãpi foi eleita para uma vaga na Câmara dos Deputados
Por: Brado Jornal 20.jun.2024 às 07h55
Tribunal do Amapá decide pela cassação do mandato de deputada do PL
Reprodução

Em um julgamento histórico, o Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) cassou, por unanimidade, o mandato da deputada federal Sílvia Nobre Waiãpi (PL-AP) na tarde desta quarta-feira (19). A parlamentar foi acusada de utilizar verba pública de campanha para um procedimento estético, violando a legislação eleitoral.

A decisão foi tomada após os sete desembargadores e juízes rejeitarem a prestação de contas de Sílvia Waiãpi e acatarem o pedido do Ministério Público Eleitoral (MPE) pela cassação imediata de seu mandato. A relatora do caso, juíza Paola Santos, destacou a gravidade das irregularidades cometidas pela deputada.


A Denúncia e as Provas

Segundo o processo, em agosto de 2022, durante a campanha eleitoral, Sílvia Waiãpi teria usado R$ 9 mil do fundo eleitoral para pagar um tratamento de harmonização facial. A denúncia foi feita por sua ex-coordenadora de campanha, a jornalista Maitê Mastop, que procurou o MP Eleitoral para relatar o caso e apresentar comprovantes das transferências.

O odontólogo William Rafael, responsável pelo procedimento estético, confirmou em depoimento que Maitê Mastop efetuou os pagamentos em nome da deputada. Este depoimento foi uma peça-chave durante o julgamento, exibido pelo procurador eleitoral como prova das irregularidades.

Além do pagamento do procedimento estético, Maitê Mastop também acusou Sílvia Waiãpi de usar uma nota fiscal supostamente fria, no valor de R$ 39 mil, para justificar despesas não relacionadas à campanha eleitoral.


A Defesa e a Decisão

Em sua defesa, Sílvia Waiãpi tentou desqualificar as provas apresentadas pela jornalista, alegando que não tinham sido registradas em cartório, e questionou o depoimento do odontólogo. No entanto, essas alegações não foram suficientes para convencer os magistrados. Com base nas provas apresentadas e nos depoimentos colhidos, o tribunal decidiu, por sete votos a zero, pela cassação do mandato de Sílvia Waiãpi.


Consequências e Próximos Passos

Com a cassação de Sílvia Nobre, o suplente Jorielson Nascimento, ex-vereador de Macapá, está habilitado para assumir o mandato. Jorielson, que é policial federal, já havia ocupado o cargo de deputado federal, na legislatura passada, durante licença temporária de Vinícius Gurgel (PL) e agora poderá ser convocado para preencher a vaga deixada por Silvia.

A decisão do TRE-AP serve como um alerta para a classe política sobre a importância da transparência e da correta utilização dos recursos públicos. Este caso ressalta o compromisso do tribunal em garantir a lisura do processo eleitoral e a confiança da população nas instituições democráticas.

O desfecho deste processo reforça a mensagem de que desvios de conduta e o uso indevido de recursos públicos não serão tolerados, e que a justiça eleitoral está atenta para preservar a integridade do sistema democrático no Brasil.



📲 Baixe agora o aplicativo oficial da BRADO
e receba os principais destaques do dia em primeira mão
O que estão dizendo

Deixe sua opinião!

Assine agora e comente nesta matéria com benefícos exclusivos.

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar nesta matéria!

Carregar mais
Carregando...

Carregando...

Veja Também
Tebet diz que Lula determinou compromisso de governo não gastar mais do que arrecada
A ministra do Planejamento falou que o governo possui o compromisso, determinado por Lula, de não gastar mais do que arrecada e que isso deve ser visto no orçamento de 2025
Lauana Prado: quem é a cantora comunista que critica Bolsonaro entre sertanejos
Principal voz do "feminejo", cantora de 35 anos que faz contraponto à maioria dos cantores do gênero
Repórter da “Record” é demitida por vazar trecho de entrevista com Lula
Declarações do presidente sobre dúvidas a respeito da necessidade de cortar gastos foram antecipadas ao mercado financeiro por meio de agência de análise política da qual é sócia Renata Varandas, a jornalista dispensada
Fui o único que tratou a pandemia com seriedade, diz Bolsonaro
Ex-presidente discursou para apoiadores em Duque de Caxias ao lado de ex-prefeito investigado por falsificar seu cartão de vacinação
Lula diz que ligou para Lira após discussão entre deputados na Câmara
Para o petista, esse tipo de comportamento, de xingar adversários, induz os políticos a cometerem erros e serem achincalhados “como muitas vezes é o Congresso Nacional, o Senado, a Câmara, o Executivo e a Suprema Corte”
Carregando..