Salvador lança aplicativo de "passaporte de vacinação"

Além do acesso a locais públicos, o cartão de vacina digital também será obrigatório para acessar a eventos, restaurante e estabelecimentos.
14.set.2021 às 10h51
Salvador lança aplicativo de
Prefeitura de Salvador lança 'passaporte da vacina'

A prefeitura de Salvador lançou, nesta terça-feira (14), a carteira de vacinação digital – também conhecida como passaporte da vacina. O documento é gratuito e pode ser gerado por site, aplicativo no celular.

"ACESSO SÓ COM O PASSAPORTE"

Na segunda-feira (13), o governador Rui Costa já havia adiantado que a Bahia vai passar a exigir o passaporte da vacina para acesso a locais públicos. A data ainda não foi definida, porque a medida só será requisitada com o avanço da aplicação da segunda dose.

Além do acesso a locais públicos, o cartão de vacina digital também será obrigatório para acessar a eventos, restaurante e estabelecimentos. Nele, será possível checar se o cidadão já tomou a vacina contra a Covid-19, e comprovar o em qual das doses a imunização está.

Já no primeiro acesso aparecerá cartão de vacinação digital, com o estado atual da imunização do cidadão. Os status são:

Sem registro de doses;

Parcialmente vacinado (apenas uma dose);

Parcialmente vacinado – em vermelho (para quem está com a segunda dose em atraso);

Totalmente vacinado (para quem tomou as duas doses).

O passaporte da vacina também detalha quando o cidadão tomou as doses e qual o tipo do imunizante. Com isso, é possível emitir um QR Code, para que o cartão digital seja acessado sem o uso da internet.

Veja Também
WhatsApp, Instagram, Facebook e Messenger ficam fora do ar nesta segunda-feira (4)
Redes sociais de Zuckerberg passam por problemas
“Estado brasileiro é laico, mas não é ateu”, diz João Roma
O ministro da Cidadania João Roma, afirmou que mesmo sendo um Estado laico, o Brasil não é ateu.
Morre Colin Powell, ex-secretário de Estado dos EUA no governo de George W. Bush
Anúncio foi feito em uma página do general em uma rede social.
Fux nega pedido de Daniel Silveira para afastar Moraes de processos
Presidente do STF diz que Silveira não mostrou de forma objetiva como Moraes atua 'movido por razões de ódio, rancor ou vingança'