Neto de Lula desafia provarem o seu avô 'roubou'

Thiago Trindade sugere que as pessoas liguem para o “trouxas do Mouro e do Dallagnol” para pedir as comprovações dos supostos crimes
Por: Brado Jornal 02.abr.2024 às 15h09
Neto de Lula desafia provarem o seu avô 'roubou'
Reprodução/X

Neto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Thiago Trindade publicou um vídeo em seu perfil no Instagram pedindo àqueles que chamam o petista de “ladrão” que apresentem provas de que ele tenha roubado dinheiro público.

“Faz pelo menos uns 40 anos que falam que o meu avô é o maior ladrão da história do Brasil. Mas ninguém nunca apresentou uma única prova de que ele tenha roubado 1 único centavo, nem no Brasil, nem fora. Eu quero desafiar todo mundo que fala todos os dias que o meu avô é um ladrão, a procurar, encontrar, denunciar e mostrar uma única prova de que meu avô roubou algum centavo na vida dele”, declarou Thiago na segunda-feira (1º).

O neto do petista também deu a “dica” de como iniciar a busca: “Liga para o trouxa do [Sergio] Moro e para o trouxa do [Deltan] Dallagnol e pergunta onde é que estão as prova. O próprio Dallagnol disse ‘não temos provas cabais, temos apenas convicção'”. Os 2 atuaram na operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Ele afirma que quem provar os crimes de Lula irá “virar o herói nacional da direita e irá ganhar muito dinheiro”.


CONDENAÇÃO

O petista foi condenado pelo ex-juiz Sergio Moro (União Brasil-PR) em 2018 pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá, apurado pela operação Lava Jato. A pena, antes estabelecida por Moro em 9 anos e 6 meses, foi aumentada em segunda Instância pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região para 12 anos e 1 mês.

À época, havia a expectativa de que sua sentença pudesse ser reduzida para 4 a 6 anos. No entanto, veio a 2ª condenação de Lula, em fevereiro de 2019, pelo caso do sítio em Atibaia (SP). A juíza Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal do Paraná, somou à pena mais 12 anos e 11 meses. O TRF-4 aumentou o tempo de prisão para 17 anos, 1 mês e 10 dias.

Lula foi solto em 8 novembro de 2019. Motivo: o STF havia determinado que a pena só pode ser cumprida depois do chamado “trânsito em julgado”, ou seja, quando não cabe mais recurso.

Apesar de afirmar ter sido inocentado, Lula só foi absolvido em 3 dos 10 principais processos em que era acusado. As duas únicas condenações, que eram os casos considerados mais “avançados” contra ele, foram anuladas.



📲 Baixe agora o aplicativo oficial da BRADO
e receba os principais destaques do dia em primeira mão
O que estão dizendo

Deixe sua opinião!

Assine agora e comente nesta matéria com benefícos exclusivos.

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar nesta matéria!

Carregar mais
Carregando...

Carregando...

Veja Também
Corpos achados em embarcação no Pará são de africanos, diz PF
Embarcação foi encontrada à deriva no litoral do Pará no sábado (13)
Carregando..