Bolsonaro se posiciona contra Carnaval de Salvador em 22: 'Por mim não teria'

Presidente, no entanto, ressaltou que realização da festa é decisão do prefeito e governador
25.nov.2021 às 12h22
Bolsonaro se posiciona contra Carnaval de Salvador em 22: 'Por mim não teria'

O presidente Jair Bolsonaro se disse contrário a realização do Carnaval em 2022. Para justificar seu posicionamento, o chefe do Executivo nacional afirmou que a realização da festa em 2020 ajudou na proliferação do coronavírus.

"Por mim não teria. Em 2020, quando pouco se sabia sobre o vírus, eu declarei estado de emergência enquanto prefeitos e governadores decidiram fazer o Carnaval e o resultado foi 600 mil mortes. Mas a realização em 2022 é de competência dos prefeitos e governadores. Eles que decidem", disse em entrevista à Rádio Sociedade na manhã desta quinta-feira (25).

A realização do Carnaval em 2022 na cidade de Salvador ainda é motivo de debates. O prefeito Bruno Reis tem adotado uma postura mais favorável. Nesta quarta (24), ele comentou com otimismo uma orientação da Fiocruz para que a festa seja realizada apenas quando 90% da população estiver vacinada.

"Nós estamos perto desses percentuais, se essa é a recomendação da Fiocruz, se tem essa segurança da Fiocruz, é uma sinalização muito positiva para realização do Carnaval. Já passamos da casa de 80% da população-alvo com a segunda dose e 15% da dose de reforço. Esse documento da Fiocruz acaba dando uma segurança para a tomada dessa decisão", disse o prefeito.

Por outro lado, o governador Rui Costa é um grande opositor do evento. Ele já chegou a dar declarações que caso os prefeitos decidam realizar o Carnaval, o estado não fornecerá o apoio da Polícia Militar.

Baixa popularidade na Bahia

Na mesma entrevista, o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre sua baixa popularidade na Bahia. Uma pesquisa realizada em agosto deste ano pelo instituto Paraná Pesquisas mostra que a grande maioria do estado reprova o governo do conservador.

De acordo com os dados, 22,9% consideram o governo federal ótimo ou bom; 20% acham regular; 56% classificam a administração do capitão ruim ou péssima – 1,2 não sabe/não opinou. Desaprovam o governo Bolsonaro 62,7%, enquanto 32,7% aprovam – 4,6% não sabe/não opinou.

Bolsonaro disse que a culpa de sua rejeição no estado é da "grande mídia", que, em sua visão, o ataca e veicula apenas notícias ruins a seu respeito.

"A gente sofre um ataque de parte da grande mídia 24 horas por dia. Não há boa notícia. Isso acontece pois não compramos mais a imprensa como se fazia no passado. Por exemplo, reduzimos em 80% o dinheiro repassado a uma grande emissora de televisão. Para reverter esse quadro de impopularidade, precisamos trabalhar para a população enxergar as ações do nosso governo", disse à Rádio Sociedade.

Veja Também
Rodovias baianas tiveram 48 acidentes e 14 mortes no feriadão
Foram fiscalizadas 11.270 pessoas, 35% a mais que em 2019. No caso dos veículos, 11.220 foram verificados pelos policiais, registrando um crescimento de 55%.
Rebeca Martins se encontra com ministro João Roma em Brasília
Rebeca afirmou que Roma poderá contar com o seu apoio, além de ressaltar a importância da aprovação do Auxílio Brasil, elaborado pelo ministro para suceder o Bolsa Família e atender pessoas na linha da pobreza e extrema-pobreza.
Ministério da Saúde assina compra de 100 milhões de doses da Pfizer para 2022
Contrato foi assinado pelo ministro Marcelo Queiroga em evento na cidade de Salvador
Olavo de Carvalho presta depoimento à PF remotamente
A oitiva ocorre depois dele ter deixado o Brasil dias após ter sido notificado da necessidade de ser ouvido pelas autoridades. Atualmente, Olavo está nos Estados Unidos.
Cemig confirma que avião com Marília Mendonça atingiu cabo de torre de alta tensão antes de cair em MG
Relatos de pilotos e moradores da região indicaram rompimento de fios perto da pista de pouso de Caratinga. Aeronave teria perdido motor.
José Antonio Kast e Gabriel Boric vão disputar 2º turno presidencial no Chile
Candidato conservador e um comunista estarão no 2º turno