Valdemar Costa Neto promete a Bolsonaro romper acordos ACM Neto, afirma jornalista

Na conversa com Bolsonaro, porém, o cacique do Centrão prometeu apoiar João Roma, ministro da Cidadania, ao governo.
25.nov.2021 às 06h30
Atualizado: 25.nov.2021 às 06h31
Valdemar Costa Neto promete a Bolsonaro romper acordos ACM Neto, afirma jornalista

Na reunião que selou o compromisso para a entrada de Jair Bolsonaro no PL, o presidente do partido, Valdemar Costa Neto, descumpriu o primeiro mandamento do Centrão — nunca quebrar um acordo — e deu a palavra a Bolsonaro de que deixaria na mão dois aliados: João Doria em São Paulo e ACM Neto na Bahia, afirmam as jornalistas do jornal O Globo, Natália Portinari e Jussara Soares.

Na Bahia, o PL estava já fechado com ACM Neto, candidato ao governo. O ex-prefeito e vice-presidente do União Brasil se encontrou com Valdemar há alguns meses e selou o acordo. O principal concorrente de Neto é Jaques Wagner (PT). Na conversa com Bolsonaro, porém, o cacique do Centrão prometeu apoiar João Roma, ministro da Cidadania, ao governo.

Um aliado de ACM Neto define a situação: Valdemar se apalavrou com duas pessoas em sentidos distintos, o que agora virou “uma questão do tamanho de quem fez pedido”. A insistência de Bolsonaro na candidatura de João Roma é vista como uma forma de pressionar Neto a apoiar o presidente, o que aliados próximos garantem que não vai acontecer.

O Republicanos, partido em que está hoje João Roma, ainda não está certo de que irá lançar sua candidatura. Pesquisas internas apontam que o ministro tem 1% das intenções de votos e sobe a 5% com Bolsonaro. A sigla cogita uma eventual aliança com Neto, o que inviabilizaria lançar Roma até para outro cargo, como senador.

Quando João Roma entrou no governo Bolsonaro, rompeu com ACM Neto, de quem foi chefe de gabinete. Neto já antevia que ter um aliado bolsonarista o desgastaria na eleição. Agora, Roma tem conversado com Valdemar Costa Neto e não descarta eventualmente se filiar ao PL.

Informações do Jornal O Globo

Veja Também
Republicano Youngkin vence disputa para governador da Virgínia
Youngkin, que dirigia o Carlyle Group, uma grande firma de private equity, derrotou o candidato democrata e ex-governador Terry McAuliffe
Em negociações tensas com Bolsonaro, PL fará reunião com dirigentes estaduais
Presidente exige controle maior do partido, mas Valdemar Costa Neto nega
Ministério do Trabalho proíbe que empresas exijam comprovante de vacinação
Ministro Onyx Lorenzoni defende que vacinação é uma decisão pessoal e que sua exigência é "discriminatória"
Empresa de impressão e comunicação visual é alvo da polícia por sonegar impostos
Mandados estão sendo cumpridos em Salvador e Lauro de Freitas
Macron dará maior honraria francesa a Randolfe Rodrigues
Vice-presidente da CPI da Covid receberá a Légion d’honneur em dezembro
Lula garante se for eleito: “Vamos ter que regulamentar as redes sociais, regular a internet”
Ao mencionar que o Brasil tem um presidente “que conta cinco mentiras por dia nas redes sociais”,