Lula veta R$ 4 bilhões para pesquisa e novos cargos em universidades

Criação de cargos e verba para Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico estavam previstas no Orçamento de 2023
Por: Brado Jornal 18.jan.2023 às 15h00
Lula veta R$ 4 bilhões para pesquisa e novos cargos em universidades
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou, com vetos, na terça-feira 17 a Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2023. Com os vetos, ele cortou quase R$ 4,3 bilhões em despesas aprovadas pelo Congresso Nacional — a maior parte dos recursos era para instituições de pesquisa.

Conforme a mensagem de veto, quase R$ 4,2 bilhões iriam para o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), para ações de fomento de pesquisa, contratos com organizações sociais e obras.

O motivo do veto, segundo o Executivo, é que haveria um descumprimento da proporção entre operações reembolsáveis e não reembolsáveis, algo exigido pela legislação que regulamenta o FNDCT.

Outros R$ 60 milhões iriam para o Ministério da Economia, para ações relacionadas ao associativismo e ao cooperativismo. Nesse caso, o governo alegou que essas áreas estão sob a competência do Ministério do Trabalho.

Outros vetos também cortaram verbas destinadas ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), ao Fundo Geral de Turismo (Fungetur) e ao Fundo Penitenciário Nacional (Funpen). Os cortes foram de R$ 15 milhões, R$ 8 milhões e R$ 250 mil, respectivamente.

Lula também vetou a criação de 1,8 mil cargos em seis universidades federais de cinco Estados, além do provimento de outros 400 cargos nessas mesmas instituições. A justificativa é que essa medida impactaria “significativamente” o planejamento e a gestão do quadro de pessoal permanente do Executivo.

Outro corte recaiu sobre a Agência Nacional de Mineração (ANM). O presidente cortou o provimento de 95 cargos e vetou a destinação de R$ 59,2 milhões para reajuste salarial na agência. A justificativa é que os dispositivos que embasaram o aumento de despesa com pessoal na ANM foram vetados em uma lei de 2022.



📲 Baixe agora o aplicativo oficial da BRADO
e receba os principais destaques do dia em primeira mão
O que estão dizendo

Deixe sua opinião!

Assine agora e comente nesta matéria com benefícos exclusivos.

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar nesta matéria!

Carregar mais
Carregando...

Carregando...

Veja Também
Jean Paul Prates assume presidência interina da Petrobras
Em abril, assembleia geral aprova seu nome para mandato de dois anos
Pela 1ª vez em 4 anos, bolsa fecha mês sem oferta de ações
O cenário atual da economia brasileira é a principal explicação
Eduardo Leite é alvo de novo ataque hacker no Twitter
Governador do Rio Grande do Sul teve fotos de perfil e de capa excluídas e publicações recentes deletadas
Batida entre dois carros deixa cinco pessoas feridas, na Avenida Gal Costa, em Salvador
Acidente aconteceu na manhã desta quinta-feira (26)
Documento achado com Torres ‘tinha na casa de muita gente’, diz líder do PL
Valdemar Costa Neto rebateu acusações e afirmou que 'Bolsonaro não quis fazer nada fora de lei'
Lula, a governadores: É preciso acabar com ‘ofensas em shoppings e aeroportos’
Em discurso nesta sexta-feira, o presidente também defendeu o fim da 'judicialização da política'
Carregando..