Ministro pede desculpas após exoneração de primo de Lira no Incra

Wilson César de Lira Santos foi demitido nesta terça-feira, 16
Por: Brado Jornal 16.abr.2024 às 17h38
Ministro pede desculpas após exoneração de primo de Lira no Incra
Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro Paulo Teixeira, do Desenvolvimento Agrário, procurou o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para minimizar a crise gerada após a demissão de Wilson César de Lira Santos do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) de Alagoas. Wilson é primo do deputado e teve a exoneração publicada nesta terça-feira, 16.

Teixeira esteve na Residência Oficial e tentou justificar ao presidente da Câmara a demissão de seu apadrinhado político em seu reduto eleitoral. Conforme apurou O Antagonista, o ministro indicou a Lira que ele será o responsável por indicar o novo presidente do Incra no estado.

O primo de Lira estava no posto desde 2017 e foi indicado ainda durante o governo de Michel Temer (MDB). A demissão ocorreu após o avanço das invasões de terras pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) durante o chamado Abril Vermelho.


MST

Os sem-terra pleiteiam trocas em chefias do órgão, que é responsável por gerir os processos de regularização de assentamentos. Na semana passada, trabalhadores rurais vinculados a diferentes movimentos sociais ocuparam a sede do Incra em Alagoas. O prédio só foi desocupado após o grupo conseguir agendar reuniões com o governo federal para tratar do tema.

Teixeira tinha prometido aos movimentos que a substituição ocorreria em abril, quando Wilson César Lira planejava sair para concorrer a prefeito de Maragogi (AL), cidade hoje comandada por outro primo do presidente da Câmara. O grupo político escolheu outro candidato e Wilson César tinha ficado no cargo, embora ainda exista a possibilidade de ele concorrer a vereador.

Ao se reunir com o ministro de Lula, o presidente da Câmara indicou que ficou irritado por saber da exoneração pela publicação no Diário Oficial da União (DOU). Além disso, o deputado afirmou que a demissão ocorreu logo após o seu embate público com o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha.



📲 Baixe agora o aplicativo oficial da BRADO
e receba os principais destaques do dia em primeira mão
O que estão dizendo

Deixe sua opinião!

Assine agora e comente nesta matéria com benefícos exclusivos.

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar nesta matéria!

Carregar mais
Carregando...

Carregando...

Veja Também
Lula retira embaixador brasileiro em Israel
A embaixada em Tel-Aviv passa a ser chefiada pelo ministro-conselheiro e encarregado de negócios, Fábio Farias
Ex-governanta de Caetano Veloso e Paula Lavigne aciona justiça após demissão
Mulher foi desligada após ter sido acusada de furtar quantia em dólares da casa do artista baiano e da esposa dele
Cármen Lúcia diz que Moraes vai deixar saudades no TSE
Moraes deixará o comando do TSE na segunda-feira (3)
"Saidinha agora só pro cemitério", comemora Fahur derrubada de veto
O deputado comemorou a derrubada do veto de Lula sobre as saídas temporárias de presos
PL de cidade baiana tem diretório liderado por amigo do PT
Em participação do quadro 'BRADO popular', ouvinte de Ituberá disse que o presidente do PL na cidade é ligado PT
Carregando..