Prefeitura envia ao Rio Grande do Sul 103 mil litros de água arrecadados pela ação Salvador Solidária

A logística conta com o apoio dos Correios, da empresa Vinhedos Transportes, do Exército Brasileiro e da FAB, que auxiliam no transporte dos materiais arrecadados
Por: Brado Jornal 13.mai.2024 às 08h45
Prefeitura envia ao Rio Grande do Sul 103 mil litros de água arrecadados pela ação Salvador Solidária
Foto: Valter Pontes/Secom

A Prefeitura de Salvador enviou na manhã deste sábado (11) o primeiro carregamento de donativos arrecadados pela ação Salvador Solidária para ajudar as vítimas das chuvas  e das enchentes no Rio Grande do Sul. No total, foram 103 mil litros de água destinados ao estado do Sul, além de materiais de limpeza e outros itens doados pelas pessoas à iniciativa, que segue até a próxima quarta-feira (15) com o objetivo de ampliar ainda mais os donativos para a população gaúcha. 

O prefeito Bruno Reis, a vice-prefeita e secretária municipal da Saúde, Ana Paula Matos, e o diretor da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Sosthenes Macedo, dentre outras autoridades municipais, acompanharam a saída dos caminhões que vão levar as doações. 

A logística conta com o apoio dos Correios, da empresa Vinhedos Transportes, do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira (FAB), que auxiliam no transporte dos materiais arrecadados. Uma parte dos materiais vai por via terrestre, com o apoio da Vinhedos, e a outra vai pelo ar, por meio da FAB. A carga será recebida pela Prefeitura de Porto Alegre, que irá redistribuir o material com outros municípios. 

O prefeito ressaltou que a meta era arrecadar 50 mil litros de água, mas o objetivo foi ultrapassado em mais que o dobro, e conclamou as pessoas para que continuem fazendo doações. “Eu quero aproveitar este momento para agradecer o espírito de solidariedade do soteropolitano. Essa corrente de mobilização, de solidariedade, não para. Então continuem doando, nós estamos recebendo esses donativos aqui na Codesal e na sede das Prefeituras-Bairro. Cada participação é muito importante para todos que estão passando por essa imensa dificuldade”, afirmou. 

Bruno Reis contou que tem mantido contato com o prefeito de Porto Alegre (RS), Sebastião Melo. “Ele tem me atualizado. Já são mais de 10 mil pessoas desabrigadas. Realmente a grande necessidade é água e material de limpeza. Já tinham recebido doações de alimentos, de agasalhos, então ele pediu que nós mobilizássemos a nossa cidade para viabilizar água, porque já começa a ter desabastecimento. E com isso a gente vai dando a nossa contribuição”, relatou.

Ana Paula Matos, que integra a Coordenação de Desastres da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), agradeceu ao empenho da Defesa Civil, dos voluntários e da população de Salvador. “De forma integrada, com apoio do Exército, Correios, Codesal e diversos órgãos parceiros, estamos arrecadando água e material de limpeza, mas, sobretudo, passando uma mensagem de amor, esperança e solidariedade. Já fizemos isso em outros momentos, como na própria pandemia e nas chuvas aqui na Bahia, e foi de extrema valia, os soteropolitanos estão abraçando essa causa, pois o trabalho de reconstrução do Rio Grande do Sul necessita do apoio de todo povo brasileiro”, disse. 

Sosthenes Macedo também destacou a solidariedade do povo soteropolitano. “A ação começou na última quarta (8) e já conseguimos passar de 100 mil litros de água em pouco tempo. Neste momento difícil para nossos irmãos e irmãs no Rio Grande do Sul, que foram duramente afetados pelas chuvas históricas, nossa cidade se uniu em um gesto de amor e compaixão. Essa demonstração de solidariedade reflete o espírito de união e fraternidade que caracteriza o povo de Salvador”, afirmou. 

O diretor da Codesal destacou ainda a participação de diversas entidades e secretarias municipais, que se mobilizaram para fazer doações. Os tribunais de Contas dos Municípios (TCM) e do Estado (TCE), por exemplo, promoveram uma campanha com servidores e doaram 10 mil litros de água para a ação Salvador Solidária. 

O sistema Fecomércio arrecadou e enviou à iniciativa outros 10 mil litros, enquanto o Sindicato de Habitação na Bahia (Secovi) doou 5 mil litros. Sosthenes contou ainda que outras empresas, a exemplo de supermercados, também fizeram doações. “Já recebi mensagens de diversas pessoas e representantes de entidades informando que farão doações até a próxima quarta-feira. Cada gesto de ajuda faz a diferença e mostra que juntos somos mais fortes”, pontuou.

A superintendente regional dos Correios na Bahia, Evelyn Negrão, afirmou que a instituição está com toda a sua estrutura mobilizada para poder apoiar o Rio Grande do Sul. “Superou muito as nossas expectativas, as pessoas realmente estão doando. A gente está com uma doação muito significativa”, contou ela, ressaltando ainda que os Correios prontamente aceitaram a parceria com a Prefeitura para encaminhar os materiais. 

As doações podem ser feitas até a próxima quarta-feira na sede da Codesal, na Av. Mário Leal Ferreira, e também nas Prefeituras-Bairro da capital baiana, das 8h às 16h. As chuvas históricas no Rio Grande do Sul já deixaram mais de 100 mortos e mais de 300 mil pessoas desalojadas.


Emoção 

O motorista Vandio César é gaúcho de Garibaldi, cidade também atingida pelas fortes chuvas, e é um dos profissionais que vão conduzir caminhões para levar os donativos ao Rio Grande do Sul. Ele tomou a decisão de pedir demissão da empresa Vinhedos Transportes para voltar ao estado e ficar ao lado da família. 

“Tomei essa decisão e vou dizer uma coisa: eu amo a estrada, amo o caminhão, amo a vida da estrada, tudo, mas que eu quero é ir pra casa abraçar minha família, ver minha mãe, meus filhos, minhas netinhas, e mais nada. Porque não precisa você ter muita coisa para ser gente hoje e para viver. O que vale na vida da gente é o amor das famílias. Eu estou um felizardo, eu tô um bilionário porque eu vou pra casa”, contou, emocionado.  

Vandio relatou o cenário de destruição deixado pelas chuvas e agradeceu a solidariedade das pessoas que estão fazendo doações para ajudar as vítimas das enchentes em seu estado natal. “Lá é um cenário de guerra total. Essa solidariedade que tem se formado em todo o país é uma pontinha de esperança. E eu agora vou voltar graças ao povo baiano, é água mineral, mas isso para as pessoas lá é ouro. Eu estou indo carregado de ouro”, disse.



📲 Baixe agora o aplicativo oficial da BRADO
e receba os principais destaques do dia em primeira mão
O que estão dizendo

Deixe sua opinião!

Assine agora e comente nesta matéria com benefícos exclusivos.

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar nesta matéria!

Carregar mais
Carregando...

Carregando...

Veja Também
PL de cidade baiana tem diretório liderado por amigo do PT
Em participação do quadro 'BRADO popular', ouvinte de Ituberá disse que o presidente do PL na cidade é ligado PT
Felipe Neto se revolta após taxação de compras internacionais: 'Fico com cara de otário'
Youtuber acusou a “extrema-direita” de disseminar “fake news” para prejudicar o governo após notícias sobre a proposta de aumentar os impostos de importação e eliminar a isenção
Taxação de 20% em compras de até US$ 50 é insuficiente para evitar "concorrência desleal", diz CNI
Ricardo Alban presidente da CNI, acredita que a taxação é um passo na direção correta, mas é pouco
Governador da Bahia terá aumento de salário; entenda
Reajuste também se estende ao vice-governador e secretários estaduais
"Saidinha agora só pro cemitério", comemora Fahur derrubada de veto
O deputado comemorou a derrubada do veto de Lula sobre as saídas temporárias de presos
Plenário rejeita recurso e confirma condenação de Anthony Garotinho
O ex-governador foi condenado por crimes cometidos durante o processo eleitoral de 2016
Carregando..