Era uma vez uma “cristã” feminista!

Muitos movimentos de “empoderamento feminino” há algum tempo, surgem dentro da Igreja Católica, através da Teologia da Libertação, assim como dentro das igrejas evangélicas...
Por: Vanessa Moreira 26.mai.2023 às 18h33
Era uma vez uma “cristã” feminista!

Antes da leitura, abandone o seu conhecimento ou sua crença, sobre o contexto histórico da evolução da mulher na sociedade. Essa história é sobre hoje, a realidade da mulher agora!

Frases como “lugar de mulher é onde ela quiser” e “meu corpo minhas regras” já são realidade e expressão das “conquistas femininas”. Porém desde 1952 já existe equiparação salarial (lei N-1723) para funções semelhantes exercidas por pessoas do mesmo sexo, desta forma há condição para que mulheres ocupem hoje, espaço até mesmo, em funções genuinamente masculinas. Fora os freios morais estabelecidos na criação e no contexto de cada indivíduo, a liberdade sexual da mulher hoje, também é algo indiscutível, principalmente, diante da possibilidade de possuir parceiros diversos, proporcionada pelos métodos contraceptivos.

Seja você cristão - católico ou protestante - suponho que seja unanime o entendimento de que a mulher é fundamental para edificar a família sendo fonte de firmeza e ternura na condução do lar, a ser presidido e protegido por seu marido, com devido amor e retidão. Mas se ela pode estar onde quiser, como se voltará para os filhos? Se pode ser tão livre sexualmente, como estabelecerá o respeito ao lar? Tudo é muito simples, tudo é apenas uma questão de ESCOLHA.

Quando você escolhe viver tendo Jesus como exemplo, em um mundo onde se pode tantas coisas, muitas possibilidades precisam ser neutralizadas, principalmente a de ser FEMINISTA. Um dos grandes problemas que temos nas famílias modernas, é a ideia de que o homem e a mulher estão em competição, de modo que deveriam ser parceiros, complementando um ao outro. Isso tudo tem origem neste movimento nefasto, que tem como objetivo único a destruição dos valores morais e consequentemente da família.

Se você bate palmas para ideias defendidas hoje, por mulheres que se intitulam e são intituladas por muitos, como o “suprassumo e o exemplo de ser Cristã”, mas essas ideias defendidas por essas figuras são apoiadas pelo feminismo, você precisa realizar a seguinte auto verificação: você concorda com a mensagem e está desviado dos princípios da palavra, ou está hipnotizado pela admiração a figura que está proferindo tais heresias, e agindo de maneira idolatra? Pense sobre você e recobre sua consciência cristã.

Muitos movimentos de “empoderamento feminino” há algum tempo, surgem dentro da Igreja Católica, através da Teologia da Libertação, assim como dentro das igrejas evangélicas, onde alguns seguimentos possuem um verdadeiro levante de mulheres “unidas no combate do fundamentalismo religioso”. Tudo isso é uma verdadeira “guerra silenciosa”, travada pela infiltração do feminismo nas Igrejas, para que condutas ausentes de virtudes, sejam legitimadas nas instituições cristãs, enquanto o legado bíblico é abandonado para satisfazer anseios sociais “do público”.

Ser uma mulher de virtudes, passa por reconhecer que tudo é possível, mas nem tudo convém. Um exemplo fácil e didático, é sobre quando falamos em método contraceptivo. Algo moderno, muitas mulheres usam (inclusive me incluo), é, portanto, algo possível, mas de acordo com a Palavra, o casal deve ser “aberto a vida”, de modo que não convém. Se você comete este desvio, reconheça que não é a conduta ideal, ao invés de querer modificar os ensinamentos de Jesus para que sua conduta seja legitimada como “ideal cristão”. Consegue compreender? Seu livre arbítrio existe, mas onde “a vida moderna” te levou, não pode sobrepor os ensinamentos de Cristo.

Uma mulher HONESTA, sabe que não tem menos direitos que os homens em nada na atual sociedade, portanto não deve defender cotas ou qualquer privilégio em detrimento de outrem. É uma atitude não só desonesta como ANTI-CRISTÃ. Se ações de representantes femininas, como estas descritas, são ou não deliberadas, se isso ocorre por ignorância ou por maldade, o fato é que só Deus pode julgar, mas suas ações servem indiscutivelmente a Satanás no campo espiritual.

Se for homem, compartilhe esta leitura com o máximo de mulheres possíveis em nome da sua bravura e dignidade que está cada vez mais perdendo valor nesta sociedade.

Se você é mulher chegou até aqui, espero ter conseguido te mostrar pontos de partida, para que você passe a ter a convicção própria, de que deve abominar como cristã, tudo que venha do feminismo. Quando se pegar, mesmo de maneira desapercebida admirando pessoas com discursos desonestos, que desagregam homens e mulheres, volte atrás seja dona de si e diga: “Era uma vez uma Cristã Feminista!”

Por Vanessa Moreira

O que estão dizendo

Deixe sua opinião!

Assine agora e comente nesta matéria com benefícos exclusivos.

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar nesta matéria!

Carregar mais
Carregando...

Carregando...

Veja Também
De olho nas eleições 2024 com Paulo Maneira
Em Salvador, o prefeito Bruno Reis (União) está muito bem avaliado pela população e faz um bom trabalho.
O império brasileiro e a liberdade de imprensa.
O reinado de Dom Pedro II foi marcado por tantas virtudes, dentre elas a de liberdade de expressão e imprensa.
O monstro que ganhou meu coração
Como passei da ojeriza a um carinho por Bolsonaro e o que isso tem a ver com fé cristã e política
Aborto é Assassinato!
Quando falo sobre aborto, não há como não conectar o tema a minha maternidade precoce, aos 16 anos.
O assunto do momento: “PL DAS FAKE NEWS”
O país hoje tem diante de se um Projeto de Lei que pode marcar para sempre a vida da população.
Carregando..