Bolsonaro se emociona, faz revelação e dá forte testemunho durante encontro evangélico; assista

Para o Apóstolo Estevam Hernandes, é necessário evitar um “espinheiro” no governo. “Não vamos permitir que o espinheiro governe o Brasil. Esse é o nosso desafio”, afirmou, sem especificar a que ou a quem se referia..
Por: Brado Jornal 08.mar.2022 às 20h48 - Atualizado: 08.mar.2022 às 20h59
Bolsonaro se emociona, faz revelação e dá forte testemunho durante encontro evangélico; assista

O presidente Jair Bolsonaro reuniu na tarde desta terça-feira (8) mais de duas dezenas de pastores evangélicos, além de deputados, senadores e ministros do governo em um ato político na residência oficial do Palácio da Alvorada.         

Durante o encontro, transmitido por rede social, 24 pastores foram chamados a discursar ao microfone. Fizeram elogios a Bolsonaro e ao governo e manifestaram apoio ao presidente. Enquanto o pastor Cesar Augusto, da Igreja Apostólica Fonte da Vida, falava sobre o atentado a faca do qual Bolsonaro foi vítima na campanha eleitoral de 2018, o presidente e a primeira-dama Michelle Bolsonaro choraram.

Segundo Sóstenes Cavalcante, 86 parlamentares registraram presença no evento. “Ter um governo alinhado aos nossos valores, fica mais fácil”, disse.

Para o Apóstolo Estevam Hernandes, é necessário evitar um “espinheiro” no governo. “Não vamos permitir que o espinheiro governe o Brasil. Esse é o nosso desafio”, afirmou, sem especificar a que ou a quem se referia..

Depois de criticar a “roubalheira que se instalou neste país”, o pastor Silas Malafaia questionou: “É essa gente que quer governar o país? Deus nos livre disso”.

Bolsonaro foi o último a discursar. Ele disse que governa o país de acordo com o desejo dos evangélicos.

Siga o Brado Jornal no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão
O que estão dizendo

Deixe sua opinião!

Assine agora e comente nesta matéria com benefícos exclusivos.

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar nesta matéria!

Carregar mais
Carregando...

Carregando...

Veja Também
Saiba quais senadores assinaram o requerimento para criação da CPI do MEC
Oposição busca investigar supostos desvios e fraudes que ocorreram no Ministério da Educação; instalação do colegiado depende de Rodrigo Pacheco, presidente do Senado
João Roma e o almoço com o articulador do PT e irmão de Geddel
Na postagem, Lúcio enaltece a pessoa de Rodalvinho Sales, que é pré-candidato a deputado estadual, também apoiado por Roma, e diz que ficou “feliz” e que saiu “convencido” de que terá mais um amigo na ALBA.
Bolsonaro recebe apoio na Marcha para Jesus e diz que tem ‘exército de 200 milhões de pessoas’
Presidente participou de evento religioso, ouviu aplausos e gritos de mito dos cerca de 50 mil presentes e, sem entrar em detalhes, declarou que ‘tomará as decisões que devem ser tomadas’
STF decreta sigilo em inquérito sobre suposta interferência de Bolsonaro em investigações do MEC
Ministério Público Federal apontou indícios de que o presidente teria avisado ex-ministro Milton Ribeiro sobre operação
Carregando..