“Lula quer se vingar do agro pelo apoio dado a Bolsonaro”, diz Ricardo Salles

Relator da CPI do MST fala sobre tranquilidade do governo petista com as invasões ocorridas do Abril Vermelho
Por: Brado Jornal 20.mai.2023 às 09h01
“Lula quer se vingar do agro pelo apoio dado a Bolsonaro”, diz Ricardo Salles
Foto: Lula Marques

Relator da CPI do MST, deputado Ricardo Salles falou sobre tranquilidade do governo com as invasões de terras ocorridas no chamado Abril Vermelho. Em entrevista ao jornal O Globo, ele disse, porém, estar “de coração aberto” para ouvir a base governista durante a comissão.

Questionado sobre a relação da gestão petista com o setor do agronegócio, Salles afirmou:

“O Lula pregou que iria pacificar o Brasil e agora vemos tudo, menos isso. A forma depreciativa que ele trata o agro, o apoio a invasões, a redução de financiamento do BNDES, dá o recado de que quer se vingar do setor pelo apoio dado ao ex-presidente Bolsonaro.”

A CPI do MST foi instalada na quarta-feira (17). Os cargos mais importantes foram ocupados pela oposição.



📲 Baixe agora o aplicativo oficial da BRADO
e receba os principais destaques do dia em primeira mão
O que estão dizendo

Deixe sua opinião!

Assine agora e comente nesta matéria com benefícos exclusivos.

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar nesta matéria!

Carregar mais
Carregando...

Carregando...

Veja Também
Governador da Bahia terá aumento de salário; entenda
Reajuste também se estende ao vice-governador e secretários estaduais
Plenário rejeita recurso e confirma condenação de Anthony Garotinho
O ex-governador foi condenado por crimes cometidos durante o processo eleitoral de 2016
PL de cidade baiana tem diretório liderado por amigo do PT
Em participação do quadro 'BRADO popular', ouvinte de Ituberá disse que o presidente do PL na cidade é ligado PT
Congresso acaba com saídas temporárias de presos em feriados
O presidente vetou o trecho da lei que proibia o saidão para visitação a familiares durante datas comemorativas, mas os parlamentares decidiram, por 339 votos favoráveis na Câmara e 47 no Senado, manter a proibição
Cármen Lúcia diz que Moraes vai deixar saudades no TSE
Moraes deixará o comando do TSE na segunda-feira (3)
Carregando..